Infecção devida a Staphylococcus hyicus

Este caso apresenta a resolução de uma problema de dermatites devidas a Staphylococcus hyicus

2ª feira 7 Abril 2008 (há 10 anos 7 meses 7 dias)
gosto

Descrição da Exploração

A exploração encontra-se situada em França, concretamente numa zona de elevada densidade suína da Bretanha e conta com um total de 250 porcas em ciclo fechado. Os animais estão situados em dois sítios diferentes:

  • Sítio 1 : 250 porcas e 1300 lugares de baterias (saída aos 30 kg).
  • Sítio 2 : 2000 lugares de engorda.

A exploração foi repovoada no ano 2000 ao ser adquirida por um jovem suinicultor.
Tanto as porcas de substituição como as doses de inseminação assim como o alimento são adquiridos no exterior.
O maneio realiza-se em 7 bandas e desmama-se aos 21 dias de vida.
A água procede da rede pública.
O trabalho da exploração é feito pelo própio dono e um trabalhador.

Estatuto sanitário

  • PRRS: negativa no sítio 1, positiva no sítio 2
  • Actinobacillus pleuropneumoniae: negativa para os serotipos 2 e 1-9-11
  • Doença de Aujeszky: negativa
  • Mycoplasma hyopneumoniae: positiva, episódios clínicos após o repovoamento
  • Sarna sarcóptica: positiva

Profilaxias efectuadas

  • Vacinação parvovirose: porcas e primíparas
  • Vacinação mal rubro: porcas e primíparas
  • Vacinação colibacilose: porcas e primíparas
  • Vacinação rinite atrófica: porcas e primíparas
  • Vacinação micoplasma: primíparas e leitões
  • Ivermectina: porcas e primíparas


Aparecimento do Caso

Ainda que os resultados técnicos da exploração sejam satisfatórios, o aparecimento de leitões mortos de forma repentina entre os 5 dias de vida e o desmame alerta o suinicultor. É por isso que este decide entrar em contacto com o veterinário.

Resultados zootécnicos:

IDCF
8,2 d
Índice de partos
92%
Nascidos totais
14,2
Desmamados
11,7


Visita à Exploração


Quarentena
  • Encontra-se isolada dos outros edifícios.
  • As primíparas, que entran aos 5 meses e meio de vida, são negativas para PRRS e App serovar 2 e 1-9-11.
  • Os solos são de slat.
  • Normalmente alojam-se dois lotes de entregas diferentes.
  • As entregas realizam-se de 6 semanas em 6 semanas.
  • A contaminação realiza-se mediante o fornecimento de despojos procedentes dos partos, dejectos da maternidade e contacto com porcas de refugo.
  • Permanecem na quarentena durante 6 semanas.
  • É fornecida ração de gestação.
  • Durante o dia da visita não se observam sinais patológicos notáveis.

Cobrição-Gestação
  • Edifício em bom estado formado por 3 salas diferentes.
  • Dá-se alimentação seca 2 vezes por dia.
  • Os bebedouros são de nível constante.
  • Os dosificadores são limpos de forma regular.
  • Os animais apresentam um bom estado, não se observam rectites, sarna ou descargas vulvares.
Maternidade
  • As porcas recebem ração de gestantes até ao quarto dia após o parto.
  • Partos programados de forma parcial aos 114 dias (para evitar partos ao fim de semana).
  • Utilização de prostaglandinas e sergotonina de forma sistemática após o parto.
  • As adopções para homogeneizar as ninhadas realizam-se de forma precoce após o nascimento.
  • Após o nascimento são cortadas as caudas, limados os dentes e injecta-se ferro nos leitões.
  • Durante a visita não se observa nenhuma patologia em particular: não há presença de diarreias nem artrites nos leitões nem tampouco sinais clínicos anormais nas porcas.



O veterinário analisa junto com o suinicultor a causa do telefonema, assinalando que:

  • Os casos de mortes nos leitões já vêm aparecendo nas 3 últimas bandas sem que estes vão aumentando (na banda precedente não houve nenhum caso e na banda mais afectada houve 8 casos).
  • Os leitões afectados procedem de ninhadas diferentes e de mães de diferente paridade e são afectados em diferentes idades.
  • O suinicultor não observou nenhuma relação entre o aparecimento das mortes e a posição do parque dentro da maternidade.
  • Os sintomas observados incluem debilidade dos animais afectados com uma morte relativamente rápida, presença de lesões similares a hematomas em zonas do corpo inclinadas ou de fricção, em princípio sem presença de pus.
  • Os tratamentos com penicilinas injectáveis não deram resultado.


Hipóteses e Exames Complementares

As observações realizadas dão lugar às seguintes hipóteses:

  • Esmagamento: a localização das lesões não parece lógica.
  • Mal rubro: o tipo de lesão não é a típica do mal rubro.
  • Epidermite exudativa: o tipo de lesão não é compatível com esta doença.
  • Púrpura: se bem que o tipo de lesões e a localização sejam compatíveis, a disseminação dos casos em várias ninhadas parece descartar esta hipótese.

Tendo em conta a falta de imaginação para obter uma etiologia flagrante, pede-se ao suinicultor que leve para analisar no laboratório os próximos leitões afectados para realizar uma necropsia e análise bacteriológica e histológica se fôr necessário.


Resultados das Análises

Necropsia

A necropsia de um leitão de 1,3 kg tratado com penicilina injectável no dia anterior e levado a analisar 4 semanas depois da visita, mostrou:

Exame externo
Estado geral correcto.
Presença de hematomas a nível das zonas de fricção (joelhos, curvilhões e faceiras).
Aparelho circulatório
Nada significativo.
Aparelho respiratório
Nada significativo.
Aparelho digestivo
Presença de fígados hipertrofiados ou nada significativo.
Aparelho urogenital
Nada significativo.
Comentário
Presença de hipertrofia generalizada dos gânglios e lesões cutâneas evocadoras de problemas de coagulação.

Bacteriologia

Não se isola nenhuma bactéria das lesões observadas.

Histologia

Gânglios
Sobre os 2 cortes observa-se uma importante infiltração de células polinucleadas assim como presença de pigmentação ocre de aspecto ferroso (¿consequência da injecção de ferro?)
Fígado
Presença de hematopoiese extramedular.
Rins e espinal medula
Nada a assinalar.
Pele
Sobre os 2 cortes observa-se uma importante congestão vascular, edema e infiltração de células inflamatórias mono e polinucleadas assim como glóbulos vermelhos focalizados na derme. Observa-se também a presença de um cluster bacteriano e de células inflamatórias em diferentes etapas de degeneração.
Síntese
Dermatite aguda de origem bacteriana.
Gânglios reactivos.


Medidas Tomadas

Tendo em conta os resultados do exame histológico que evocam a presença de um problema infeccioso, aconselha-se tratar os leitões afectados com amoxicilina injectável retardada dando duas doses num intervalo de 48 h.


Evolução do Caso

Dois meses depois do inicio das medidas, o suinicultor volta a pôr-se em contacto com o veterinário pois não se observa nenhuma evolução favorável. Os problemas persistem e os tratamentos não dão lugar a nenhuma resposta.

O veterinário aconselha realizar novamente análises de laboratório sobre alguns animais que se encontrem ao início da evolução da doença e sobretudo sem tratamento prévio.


Resultados das Segundas Análises

Necropsia

Exame externo
Importante eritema nos dois animais analisados, de forma particular ao nível do pescoço, parte interna dos membros, parte final das patas e sobre o abdómen.
Aparelho circulatório
Gânglios um pouco reactivos.
Edema nos gânglios inguinais.
Aparelho respiratório
Nada a destacar.
Aparelho digestivo
Fígado descorado.
Intestino delgado congestionado em ambos animais.
Ligeiro edema do mesocólon em ambos animais.
Aparelho locomotor
Presença de líquido sinovial muito abundante ao nível das articulações situadas nas regiões onde o eritema é mais pronunciado.

Histologia

Rins
Cortex superficial fisiologicamente imaturo em relação com a idade em questão na espécie suína.
Fígado
Raros focos de hematopoiese extramedular.
Pulmões
Nada relevante.
Secção óssea
Cartilagens articulares e de crescimento de estrutura normal.
Ossificação normal e establecimento do tecido ósseo normal.
Medula hematopoiética abundante que parece diferenciar-se normalmente.
Tubo digestivo
Descamação do epitélio intestinal.
Ausência nas zonas não descamadas de elementos bacterianos de aderência às formações epiteliais.
Pele
A epiderme é grossa, desprovida de anomalias aparentes. A derme é muito edematosa e severamente congestionada. Os capilares superficiais encontram-se muito dilatados por hematíes e os limites são frequentemente pouco visíveis. As células endoteliais podem mostrar imagens de picnosis. Podem observar-se algumas hemorragias no bordo dos capilares cujos limites são pouco visíveis e cujas células endoteliais são picnóticas. Nas regiões hipodérmicas e dérmicas profundas, numerosos vasos de calibre médio apresentam imágens de necrose da sua intima e sua média associadas a imágens de trombose. Nos vasos de maior tamanho o endotélio pode ser turgente e coberto por trombos plaquetários observando em alguns casos depósitos fibrinosos na superfície da intima, cujos componentes celulares são pouco visíveis.
Conclusão
Vasculopatia cutânea extensa severa, aguda necrótica, trombótica e hemorrágica.
As lesões observadas indicam um processo imunopatológico (presença de complexos imunes circulantes). Este tipo de anomalias podem observar-se durante doenças bacterianas ou virais.

A conclusão desta segunda histologia aproxima-se da primeira e leva-nos a pensar num processo primário infeccioso.

Bacteriologia

Isola-se Staphylococcus hyicus a partir de amostras de rins, articulações e intestinos dos dois animais analisados.

O antibiograma dá os seguintes resultados:

Amoxicilina
Intermédio
Ceftiofur
Sensível
Marbofloxacina
Sensível
Florfenicol
Sensível
Trimetoprim-sulfa
Sensível
Tetraciclinas
Sensível


Diagnóstico e Novas Medidas

A dermatite observada é devida a infecção primária bacteriana por Staphylococcus hyicus que se complica por causa de um desajuste imunitário que provoca lesões viscerais fatais.

Aconselha-se iniciar uma antibioterapia preventiva à base de ceftiofur nos dias posteriores ao nascimento.


Evolução do Caso

O veterinário decide visitar a exploração 6 meses depois observando que a utilização do plano profilático à base de ceftiofur permitiu resolver de forma rápida os problemas de forma que estes desapareceram por completo.


Comentários

O presente caso, aparecido numa exploração de ciclo fechado em 2 sítios com 250 porcas e situada numa zona de elevada densidade suína da Bretanha francesa, descreve a presencia de uma dermatite bacteriana devida a Staphylococcus hyicus complicada por um desajuste imunitário que provoca lesões viscerais fatais. O suinicultor viu-se alertado após a presença de mortes em leitões de entre 5 dias de vida e desmame nas 3 últimas bandas.

Trata-se de um caso pouco comum e bastante original pelo aspecto clínico da sua etiologia mas cuja análise e resolução se puderam realizar de forma bastante simples.

Este caso permite-nos realizar as seguintes reflexões:

  • Na maioria dos casos, as infecções por Staphylococcus nestas idades traduzem-se numa epidermite exudativa comum. ¿Porqué neste caso se observa um processo imunopatológico "crónico?": ¿efeito da estirpe de estafilococo? ¿efecto genético?...
  • Recorrer à análise laboratorial foi uma grande ajuda e mostrou-se muito eficaz na medida em que se escolheu a melhor amostra possível. Neste caso, o facto de enviar para o laboratório logo de início um leitão tratado fez atrasar o diagnóstico bacteriológico.
  • Com frequência nas análises laboratoriais encontram-se estirpes resistentes à amoxicilina, o que torna necessário, ainda que o diagnóstico clínico seja suficiente, realizar análises bacteriológicas para adaptar o tratamento a realizar.

Casos Clínicos

Morte aguda de leitões lactantes05-Mai-2008 há 10 anos 6 meses 9 dias
Poliserosite devida a E. coli03-Mar-2008 há 10 anos 8 meses 11 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags