Aumento do peso do leitão saído de uma exploração que funciona em bandas de 5 semanas

A melhoria do sistema produtivo pode melhorar o peso dos leitões. Neste caso trata-se do sistema de bandas de 5 semanas

2ª feira 6 Novembro 2006 (há 11 anos 11 meses 15 dias)
1 gosto

Descrição da Exploração


Trata-se de uma exploração que uma empresa dedicada à produção de rações tem integrada.

• É uma exploração pequena, que funciona em bandas de 5 semanas, com um objectivo de 30 partos/lote.

• Produz leitões saídos das baterias que deverão ser vendidos ou engordados em alguma das engordas integradas da empresa.

A dimensão do espaço da exploração é a seguinte:

• 30 lugares de maternidade (3 salas de 10 lugares)

• 4 pátios exteriores de 30 m2 para adaptação de primíparas e despiste de cio nas porcas.

• 105 lugares de gestação.

• 300 lugares de baterias (3 salas de 100 lugares)

As instalações são bastante boas, dado que a exploração foi reformada há poucos anos. Os pátios exteriores são ideais para realizar um bom trabalho no despiste de cios.


Problemas Actuais

A exploração funciona em bandas de 5 semanas desde há 3 anos. Tanto o integrador como o proprietário da exploração estão muito satisfeitos com a mudança. A exploração é mais produtiva, melhorou muito a sanidade, a organização das tarefas é muito mais eficiente e saem lotes de uns 300 leitões (o que permite vender leitões ou encher engordas da empresa sem misturar diferentes origens).

O integrador tem uma única queixa: os leitões, quando saem, são em general demasiado pequenos, o que representa um problema à entrada nalgumas engordas (sobretudo no inverno) e ao vender leitões fora da própria empresa.

A idade de saída é algo "curta" (7,5 semanas de vida: 3 de lactação + 4,5 de baterias) e em muitas ocasiões não chegam aos 17 Kg. de média. Contudo, parece que funcionando em bandas de 5 semanas não se pode alargar a estadia dos leitões na exploração porque só se dispõe de espaço para 1 lote de desmame (uns 300 lugares).



Hipóteses para possíveis Soluções

O grande problema desta exploração é o péssimo agrupamento de lugares de maternidade e desmame (3 salas de cada). Com esta distribuição não batem certo as seguintes opções de maneio em bandas:

• Bandas semanais: Necessitaríamos, no mínimo 4 salas de maternidade e 6 de baterias. Lotes de animais muito pequenos (máximo de 80 leitões/semana).

• Bandas cada 2 semanas com desmame a 19 dias: Necessitaríamos 2 salas de maternidade (15 partos/2 semanas) e 3 de baterias de 150 leitões.

• Bandas de 3 semanas: Fazem falta 2 salas de maternidade e 2 de baterias e também se reduziria o efectivo da exploração (objectivo de 15 partos cada 3 semanas) ao que o proprietário da exploração não está nada de acordo.

• Bandas de 4 semanas: Permite um maneio tudo dentro–tudo fora das salas de maternidade e baterias, mas o tempo de ocupação reduz-se a 4 semanas, com o que ainda saíria um leitão mais pequeno da exploração. Além do mais, faltariam lugares de gestação.

As poucas opções de MEB que encaixariam para a distribuição da exploração são as seguintes:

• Bandas de 2 semanas com desmame aos 28 dias: Seria ocupada uma sala de maternidade cada 2 semanas e o mesmo sucederia com as baterias. Saíriam leitões com 9,5 semanas de vida da exploração. Contudo, tal como o MEB de 3 semanas, baixariamos muito a produção da exploração: objectivo apenas de 10 partos cada 2 semanas. É uma opção que encaixa, mas como é lógico o suinicultor integrado não quer nem ouvir falar do tema…

• Bandas de 5 semanas: É a opção que se está a empregar dado que é a que melhor se encaixa.

Vemos como colocando outras opções de maneio em bandas não solucionamos o problema.

Relativamente ao tema de construír um desmame novo de 300 lugares, o suinicultor não parece demasiado predisposto. Além do mais, com 2 desmames de 300 lugares tiraríamos leitões de 12,5 semanas (mais de 30 kg!). As instalações de desmame que já existem na exploração não estão pensadas para animais tão grandes nem têm o espaço suficiente.


Resolução do Caso

Em princípio, quando se trabalha com bandas de 5 semanas, desmama-se aos 21 dias para que o ciclo reprodutivo da porca seja de 20 semanas (16,5 gestação + 3 lactação + 0,5 entrada em cio). 20 é divisível por 5, o que faz com que tenhamos exactamente 4 lotes de porcas na exploração.

Isto faz com que as 3 tarefas principais da exploração (o desmame/a cobrição/os partos) venham sempre bem ordenadas uma em cada semana. Posteriormente viríam 2 semanas onde não ocorre nenhuma destas actividades principais: Desmame/Cobrição/Partos/Livre/Livre

Contudo, que se passaria se desmamassemos as porcas com 28 dias de lactação?

A capacidade da maternidade é suficiente porque o tempo de rotação é de 5 semanas. Com 4 semanas de lactação, ficam-nos 0,5 semanas de margem para entrar porcas e 0,5 para limpar e desinfectar.

Alargaríamos o ciclo das porcas para 21 semanas, o que já não é divisível por 5.


Vantagens e Inconvenientes do Maneio em Bandas de 5 Semanas com Desmame aos 28 dias

A distribuição de tarefas ao passar a desmamar aos 28 dias altera-se, mas não de uma forma muito grave.

A principal diferença é que as cobrições e os partos se juntam numa mesma semana. O ritmo normal de tarefas: D / C / P / 0 / 0 passa a D / C+P / 0 / 0 / 0. Contudo, uma vez por ciclo, virá um lote com ritmo “normal”.

Semana 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21
Tarefas D C+P 0 0 0 D C+P 0 0 0 D C+P 0 0 0 D C P 0 0 0

Como veremos, esta distribuição de tarefas não tem que representar realmente um inconveniente.

MEB de 5 semanas, desmame a 28 dias:
Vantagens Inconvenientes
Ganha-se uma semana mais de estadia na exploração. Possibilidade de tirar leitões com mais 2–3 Kg. que agora.

Desmamam-se leitões de mais idade, pode-se reduzir o consumo de rações caras (lacto-iniciadores) passando directamente ao pré-starter e as condições ambientais podem ser um pouco menos exigentes.

Permite ajustar melhor os lotes ao desmame.

Se uma porca vem uma semana atrasada, actualmente tem que se desmamar com 14 dias para a ajustar ao grupo. Com desmames a 28 dias, esta porca se ajustaria desmamando aos 21.

A porca desmamada aos 28 dias entra melhor em cio e fica melhor coberta.

Muito útil em situações onde cada 5 semanas o suinicultor possa receber ajuda extra durante 2 semanas (explorações familiares/estruturas com várias explorações funcionando em bandas com operários partilhados/combinar o trabalho na exploração com outras actividades…)
Fica apenas uma semana para desmamar/limpar salas/entrar porcas. Escasso tempo de vazio sanitário. Devem-se limpar 3 salas em apenas 2 dias.

As porcas que estão um pouco avançadas no lote (ainda que sejam apenas 3 dias) não terão a sala preparada para parir.

Perde-se 1/20 de leitões saídos da exploração devido a que a duração do ciclo passa a ser de 21 semanas. Perdem-se uns 15 partos anuais (uns 135 leitões).

Provável excesso de densidade no desmame durante a última semana de alojamento.

Acumula o trabalho em tãa só 2 semanas (antes em 3) o que pode ser uma vantagem ou um inconveniente. Ficam 3 semanas sem actividades principais para fazer (de “férias”).

A semana de cobrições e partos é muito intensa, mas a soma destas 2 tarefas não é inviável porque uns sucedem a principio da semana e os outros no final.

Contudo, na semana anterior deve-se desmamar e previamente ter limpo as baterias. São 2 semanas “prego a fundo”.

Para compensar 5% de perda de produção que terá o suinicultor, aumenta-se o preço de integração dos leitões. Ainda assim, a empresa logra reduzir os custos por kg de leitão saído. Além do mais, serão leitões que vão estar, no mínimo, uma semana menos na engorda, com o que se extrai um maior rendimento nas engordas integradas.

Os leitões saídos têm uma média de 2-3 kg mais de peso. Agora é mais fácil vendê-los e se adaptam muito melhor às entradas nas engordas.

O suinicultor, um homem de idade, decidiu contratar o seu vizinho por meio dia para que o ajude desde a 5ª feira em que há desmame até à 5ª feira seguinte. Desta forma, com tão só uma semana em cada 5, ficam resolvidas a maior parte das tarefas da exploração.

Todo a gente está contente!!!



Comentários

O mais habitual é que as explorações que funcionam em bandas de 5 semanas desmamem leitões a 21 dias. Contudo, é possível aumentar a idade ao desmame a 28 dias com a finalidade de amortizar melhor as instalações e entrar leitões de maior idade nas baterias.

O desmame a 28 dias continua a permitir o tudo dentro–tudo fora

O enchimento de salas de maternidade de uma exploração que funciona em bandas de 5 semanas desmamando a 21 dias reflecte-se na tabela seguinte. Os acontecimentos assinalados sucedem ao grosso de porcas do lote.

Semana 1 2 3 4 5
Sala 1 Entrada de porcas: O mais tardar na 2ª feira

Parto: Cerca da 5ª feira

Porcas com 3 dias de lactação a finais da semana
Porcas com 10 dias de lactação a finais da semana Porcas com 17 dias de lactação a finais da semana Porcas com 21 dias de lactação à 5ª feira (dia do desmame)

Limpeza de salas
Vazio sanitário

Entrada de porcas:
A finais da semana ou princípios da seguinte

Se os lotes vêm perfeitamente estruturados (sem porcas adiantadas) dispõe-se de 2 semanas para limpar, realizar o vazio sanitário e meter porcas.

Este elevado tempo de vazio sanitário é muito bom desde o ponto de vista sanitário, porque dá margem para limpar bem e deixar repousar as instalações.

Contudo, desde o ponto de vista produtivo, pode ver-se como uma perda de amortização das instalações.
Poderia alargar-se uma semana o desmame (para os 28 dias) e ainda nos ficaria uma semana para realizar o vazio sanitário e a entrada de porcas.

O desmame aos 28 dias altera ligeiramente a distribuição de tarefas

Com desmame aos 21 dias logra-se uma duração de ciclo reprodutivo de 20 semanas (16,5 de gestação + 3 de lactação + 0,5 de entrada em cio). Estas 20 semanas são divisíveis entre o intervalo entre lotes (5), resultando num número inteiro (4).

Como que o intervalo entre cobrições é de 5 semanas, ao cabo de 15 semanas (a semana 16) passaram 3 lotes, pelo que a semana 16 volta a haver cobrições.
Os partos chegam na semana 17 porque a duração da gestação da porca é de 16 semanas e meia.

A ordem das tarefas é: D / C / P / 0 / 0 / D / C / P / 0 / 0 /
D: Desmame, C: Cobrição, P: Parto, 0: nenhuma das outras actividades.

Contudo, quando se passa a desmamar aos 28 dias, o ciclo reprodutivo alarga-se para 21 semanas. 21 já não é divisível por 5, o que provoca uma distorção na distribuição de tarefas. Ao atrasar o desmame numa semana, também se atrasa a cobrição. Tudo isto provoca 2 efeitos:

1. As cobrições juntam-se com os partos dentro da mesma semana.

2. Há um lote que se “alarga” uma semana cada vez que se completa um ciclo (cada 21 semanas)

Desta forma a programação de actividades durante um ciclo completo (21 semanas) fica como se apresenta a seguir:

D / C + P / 0 / 0 / 0 / D / C + P / 0 / 0 / 0 / D / C + P / 0 / 0 / 0 / D / C / P / 0 / 0 / 0

A distorção de tarefas não é demasiado grave e inclusive pode resultar favorável porque centra as principais actividades da exploração em apenas 10 dias em cada 35.

Casos Clínicos

Enterite devida a Lawsonia intracellularis04-Dez-2006 há 11 anos 10 meses 17 dias
APP na reposição02-Out-2006 há 12 anos 19 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags