M.A. de Andrés

M.A. de Andrés
117372203131houxiaoshe1843394001annacoma44gonzalezarroyo

PigCHAMP Pro Europa. Espanha

Nasceu em Segóvia, em 1969, e é Engenheiro Agrónomo, especialidade Zootecnia, pela Universidade Politécnica de Madrid. Após finalizar os seus estudos, trabalhou durante dez anos no departamento de produção da empresa de genética PIC Espanha S.A., exercendo diversas responsabilidades, entre as quais a assesoria a explorações que usavam a referida genética, ou a gestão durante 5 anos do núcleo de selecção e multiplicação de 5200 porcas que dita empresa tem na Província de Sória. Após a sua passagem pela PIC Espanha, começou a sua relação laboral com PigCHAMP Pro Europa S. L., empresa multidisciplinar que presta serviços a produtores pecuários, laboratórios e empresas relacionadas com a produção animal. Dentro da empresa o seu trabalho fundamental encontra-se dentro do departamento de gestão e análise de dados, ainda que preste a sua ajuda a outros departamentos como são os de meio ambiente, investigação e projectos ou assesoria veterinária.

Curriculum actualizado: 16-Mai-2012

Artigos

É possível ver o PRRS nos programas de gestão? (I)

06-Ago-2012 (há 6 anos 7 meses 20 dias)

O objetivo fundamental de ter programas informáticos de gestão técnica numa exploração é a de obter, a partir dos dados da mesma, informação que seja de utilidade para melhorar a eficiência produtiva de dita exploração. Dentro dessa informação, tais programas devem servir para detectar e prevenir problemas patológicos que a afectem, e avaliar o impacto que acarretam sobre os resultados da exploração.

É possível ver o PRRS nos programas de gestão? (I)

A árvore da produtividade: ferramenta imprescindível

10-Jul-2012 (há 6 anos 8 meses 16 dias)

Há uma série de variáveis (leitões desmamados/porca, prolificidade, fertilidade, etc.) que nos dão informação sobre a eficiência da exploração. Mas realmente sabemos relacionar estas variáveis, e ponderar cada uma segundo a sua importância, para detectar os pontos críticos e actuar em conformidade? Uma ferramenta muito útil para “situar” e...

A árvore da produtividade: ferramenta imprescindível

Explorações de genética - porquê e como praticar a autorreposição

25-Jun-2012 (há 6 anos 9 meses 1 dias)

Neste último capítulo dedicado às explorações de genética, avaliaremos em primeiro lugar os prós e os contras de ter autorreposição numa exploração, e a seguir calcularemos os censos médios necessários para poder praticar autorreposição na exploração.

1
Explorações de genética - porquê e como praticar a autorreposição

Explorações de genética: processo de recolha de dados

28-Mai-2012 (há 6 anos 9 meses 26 dias)

O processo de melhoramento genético baseia-se na recolha de informação dos animais, no processamento da referida informação (normalmente mediante o sistema BLUP) até à obtenção de um índice genético (que indica o seu valor para os caracteres que se estão a seleccionar), e a selecção mediante esse índice genético dos melhores animais para cruzar em pureza, com o objectivo de melhorar os caracteres seleccionados na seguinte geração.

1
Explorações de genética: processo de recolha de dados

O meu trabalho importa? Eu apenas introduzo e processo dados

30-Abr-2012 (há 6 anos 10 meses 24 dias)

São muitas as pessoas que trabalham diariamente introduzindo nos distintos programas de gestão os dados que se geram nas explorações, tanto trabalhadores de exploração como pessoal de administração nos escritórios. Contudo, nem todas estas pessoas sabem que o seu trabalho é um pilar fundamental do posterior trabalho de técnicos e especialistas consultores em suínos. Ou seja, a tomada de decisões apoia-se numa única base: a recolha e introdução de dados.

O meu trabalho importa? Eu apenas introduzo e processo dados