Setembro sem descida é um fenómeno raro de mercado!

carcaças
carcaças

A Bolsa do Porco manteve a cotação dos porcos no nosso país na segunda quinzena de Setembro.

30 de Setembro de 2019

Que eu me lembre, desde 2012 que não havia um mês de Setembro em que não houvesse descidas, e bem acentuadas, na cotação dos porcos em Portugal (e na Europa do Sul, principalmente). Assim, a Bolsa do Porco manteve a cotação dos porcos no nosso país na segunda quinzena de Setembro.

O mercado europeu continua com grande influência das vendas para a China e estas impedem que haja descidas na cotação dos porcos em toda a Europa. Se fosse pelo que se passa no mercado internado de cada um dos países, o mais provável é que já tivéssemos assistido a descidas de preço.

Na China, a cotação dos porcos está no seu valor mais alto de sempre e o governo aplica medidas para tentar conter esta subida das cotações de forma a controlar a inflação e para que os seus habitantes mais pobres possam continuar a ter acesso à compra deste tipo de carne. Tendo em conta esta situação, há indicações de que a China poderá retirar as taxas de entrada à carne de porco originária dos Estados Unidos que se vêm aplicando desde que começou a “guerra comercial” entre ambos os países. Este levantamento de taxas poderia permitir a entrada, na China, de 100 mil toneladas de carne de porco dos EUA.

O peso vai subindo gradualmente, em consequência do aumento da oferta de porcos para abate e da descida de temperaturas que permite que os porcos reponham muitos mais depressa e melhor.

Apesar de tudo, a Espanha deu um sinal de ligeira descida para o início de Outubro e teremos que ver como reage a Alemanha a este comportamento. Disto trataremos no meu próximo comentário.

Em Espanha a cotação manteve-se em 1,465€/kg PV (1,953€/kg carcaça) nesta quinzena. Os pesos subiram cerca de 1200g em PV e já subiram cerca de 3kg desde que, em meados de Agosto, se atingiu o peso médio mais baixo do ano.

Na Alemanha, a cotação manteve-se em 1,85€/kg carcaça. A oferta de porcos está equilibrada com a procura. O peso subiu 400g para 96,5Kg. A venda de carne no mercado alemão é relativamente fluida e a exportação para a China continua a aumentar.

Na Holanda a cotação manteve-se em 1,93€/kg carcaça. Os produtores esperavam que a cotação pudesse ter subido em semanas anteriores, mas agora, com o aumento da oferta de porcos, há algum receio de que possam aparecer algumas descidas. Em todo o caso, as vendas continuam boas e daí a manutenção das cotações.

Na Bélgica a cotação manteve-se em 1,26€/kg PV.

Na Dinamarca a cotação também se manteve e está em 1,61€/kg. Apesar de já estarmos no Outono, o mercado da carne de porco na Dinamarca está bem e recomenda-se. As vendas para Países Terceiros estão boas, com aumentos para a China e para o Japão, depois dos envios para este último país terem desacelerado.

Em França a cotação subiu 0,004€/kg carcaça ficando em 1,701/kg carcaça. Os pesos subiram 330g para 94,6kg e estão 1kg acima do peso da mesma semana de 2018. Os abates são elevados com boas vendas de carne quer no mercado interno quer para exportação.

As perspectivas para o último trimestre de 2019 são francamente boas, no que diz respeito às cotações dos porcos e às vendas de carne. A não ser que haja alguma turbulência inesperada (problema sanitário ou sanções comerciais que não são expectáveis) a cotação até final do ano deverá sofrer muito poucas alterações.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags