Leia este artigo em:

Os problemas seguem um atrás do outro

Inundações, Peste Suína Africana, guerra comercial, ondas de calor ... como afectarão elas os benefícios nunca antes vistos que eram esperados?

6ª feira 26 Julho 2019 (há 4 meses 15 dias)
gosto

Os riscos e os sobressaltos inesperados não são novos para os produtores suínos de todo o mundo. O raro é que surtos de doenças globais ao nível de ameaça existencial, inundações, ondas de calor abrasadoras, guerras tarifárias, más colheitas, uso dos alimentos como arma estratégica para bloquear as importações de países concretos (pensemos no Canadá), sobreprodução e outras calamidades (pense aqui na sua problemática local), apareçam todas ao mesmo tempo. E, pese a isto, há benefícios, sim benefícios, em todo o lado, mas começam a encolher.

Será assim tão estranho ter o nível actual de lucro, em Julho, no Hemisfério Norte? Parece provável que os porcos em Espanha estejam a perder peso devido ao calor intenso, por isso o aumento normal nos preços sazonais de Verão deve aumentar ainda mais os lucros dos produtores, sem qualquer ajuda adicional à exportação.

Não há dúvida de que a procura das regiões onde a Peste Suína Africana se está a propagar, a China e o Sudeste Asiático, está por trás desses benefícios, já que estas regiões estão a absorver a carne de porco de todo o mundo. O mercado cinzento, o mercado negro, os mercados regulares e os intermediários mal conseguem dormir enquanto aproveitam, com estratégias refinadas para minimizar problemas pontuais de fornecimento e preços desenfriados. Eles são treinados para conseguir toda a carne de porco que precisam com uma mínima previsão de preço. Se a esses factores forem adicionados todos os tópicos discutidos anteriormente nesta secção, pode ser obtido um caldo sombrio de influências que impedirão que os benefícios explosivos ocorram, a níveis nunca antes vistos, o que muitos membros da indústria suína anteriormente esperavam. Nos EUA, continuamos a ver como as perspectivas de preços para Dezembro deste ano estão a descer cada vez mais, como os actuais preços de mercado, que embora gerem lucros, estão a regredir mais rapidamente do que num Verão normal.

Uma das emergentes ameaças ao lucro, que está apenas a começar a ser avaliada, são as enormes inundações de Primavera que aconteceram nos EUA e que saturaram todo o corn belt, sendo especialmente graves na parte oriental (Illinois, Indiana e Ohio). Os preços do milho já subiram mais de US $ 1,00 / bushel (US $ 40 / t) no actual mercado à vista, adicionando cerca de US $ 7,50-10,00 por cabeça ao custo total de produção (porcas e porcos de matadouro) para animais de 280 lb (127 kg) para o matadouro. O que se começa a vislumbrar nos próximos meses é o aumento do custo dos alimentos e a redução do preço da carne de porco.

O USDA espera, geralmente, até que a cultura da soja e do milho tenha emergido completamente antes de fazer qualquer ajuste substancial na produção anual esperada. Num ano normal, isso teria acontecido há semanas atrás, mas este ano ainda não aconteceu em todo o corn belt. Lembro-me do dito, quase sempre infalível, "chuva faz grão" (rain makes grain) e, embora seja difícil manter a confiança no provérbio quando a água cobre os pés, a história diz que se tem que confiar no ditado independentemente dos pés molhados. Um grande remanescente, um maior número do que o esperado de hectares de milho plantado e grandes plantações de milho e soja planeadas na Argentina e no Brasil provavelmente evitarão que esse aumento no custo de produção se torne um pesadelo.

O último censo de porcos do USDA (27 de Junho) foi realmente impressionante. Nos EUA, há mais porcos do que nunca (pelo menos desde que começou o recenseamento, em meados da década de 1960). O número de porcos para matadouro aumentou 4% em relação ao ano anterior e o peso médio de abate foi aumentando e, em Julho, manteve-se (actualmente é de 281,5 lbs; 127 kg), apenas desacelerado por grandes penalizações aplicadas aos animais com pesos mais elevados ao abate. Está-se a observar uma tendência lenta, mas persistente, de concentrar a engorda no Iowa e o movimento das explorações de porcas (e a expansão que elas envolvem) em direcção a Estados vizinhos, como o Missouri, Illinois e Nebraska. Dakota do Sul, que faz fronteira com o Iowa a noroeste, também está a notar uma expansão nas porcas, enquanto se reduz na Carolina do Norte.

Conhecer as mudanças nas grandes tendências da fileira suinícola dos EUA ajuda a prever esses movimentos antes que o USDA os confirme. Anteriormente, foram referidos os motivos de grupos de grandes produtores investirem em grandes fábricas de processamento e embalagem (as mais recentes, Clemens Coldwater, Triumph e Prestage Eagle Grove), fazendo isso para "ver" em ambas as direcções (para frente e para trás da cadeia) e, assim, optimizar seus investimentos de longo prazo. A isto devemos acrescentar que as empresas consolidadas de consultoria veterinária criaram um serviço abrangente para planeamento, aquisição e construção de novos sites, consultoria genética e vendas / compras, gestão da produção, serviços de marketing, compra de matadouros e, sim, até mesmo serviços veterinários! O aparecimento destes grandes grupos e sua contínua consolidação competitiva está por trás do relatório de Junho do USDA "Hogs and Pigs Report": produtividade média recorde, deslocamento geográfico da produção para optimizar a saúde e outros custos (como alimentação e transporte) e abordar os matadouros associados. A maneira como esses grupos enfrentam o primeiro grande desafio de rentabilidade sustentada dará pistas sobre tendências futuras: maior consolidação ou redução de riscos, minimizando a fragmentação e regressando à especialização. A história é a história dos altos e baixos das tendências da moda de todos os tipos.

Artigos relacionados

ver mais artigos relacionados com o artigo

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags