Leia este artigo em:

Vigilância epidemiológica do complexo Mycobacterium tuberculosis em porcos ibéricos

O objectivo deste estudo foi determinar a seroprevalência, os factores de risco, a distribuição espacial e os espoligótipos do MTC que circulam em porcos criados em sistemas extensivos em Andaluzia.

3ª feira 4 Dezembro 2018 (há 6 dias)
gosto

O papel dos porcos domésticos na epidemiologia do complexo Mycobacterium tuberculosis (MTC) é considerado limitado devido às características dos sistemas de produção intensiva. No entanto, no sudoeste da Espanha, os porcos ibéricos geralmente são criados em sistemas de maneio extensivo, partilhando o seu habitat com outras espécies domésticas e selvagens, algumas das quais podem agir como reservatórios do MTC.

O objectivo deste estudo foi determinar a seroprevalência, os factores de risco, a distribuição espacial e os espoligótipos do MTC que circulam em porcos criados em sistemas extensivos em Andaluzia, uma região com uma alta prevalência de tuberculose tanto em gado bovino como em javalis.

Foram analisados um total de 3622 amostras de soro de porcos ibéricos criados extensivamente de 129 explorações seleccionadas ao acaso para detectar anticorpos contra o MTC utilizando um ELISA indirecto (P22).

Foram detectados anticorpos contra o MTC em 82 porcos (2,3%; IC de 95%: 1,8–2,8%). A seropositividade foi significativamente maior em porcas (3,7%) que em porcos de engorda (1,7%). A prevalência a nível de exploração foi de 24,8% (IC 95%: 17,4-32,3%). Foram associados com a seropositividade do MTC nas explorações dois factores de risco: o tamanho do efectivo (maior seroprevalência nas maiores explorações) (OR = 1,001; IC 95%: 1,000–1,002) e a presença próxima de rebanhos de cabras (OR = 7,345; IC 95%: 1,464–36,848). Foram identificados dois grupos espaciais estatisticamente significativos no noroeste de Andaluzia. Foram isolados um total de 25 espoligótipos diferentes do MTC em porcos criados em extensivo na área de estudo.

Tendo como base os resultados serológicos e moleculares obtidos pelo estudo actual, é possível que os porcos ibéricos criados em extensivo possam agir como reservatório do MTC nos ecossistemas mediterrânicos. A alta prevalência a nível de exploração, assim como a identificação de grupos espaciais significativos, indica uma circulação generalizada do MTC, mas não homogénea, entre explorações de porcos em sistemas extensivos. Dos resultados depreende-se que, neste tipo de explorações, em Espanha deveriam ser implementados programas de vigilância e controlo baseados no risco.

David Cano-Terriza, María A.Risalde, Pablo Rodríguez-Hernández, Sebastián Napp, ManuelFernández-Morente, Inmaculada Moreno, Javier Bezos, Vicente Fernández-Molera, José L.Sáez, Ignacio García-Bocanegra. Epidemiological surveillance of Mycobacterium tuberculosiscomplex in extensively raised pigs in the south of Spain. Preventive Veterinary Medicine. Volume 159, 1 November 2018, Pages 87-91. https://doi.org/10.1016/j.prevetmed.2018.08.015

Abstracts

Prevalência do PCV-3 em javalis20-Nov-2018 há 20 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags