Leia este artigo em:

Substituição do fosfato inorgânico com fitase de Buttiauxella em porcos

O objectivo do presente estudo foi avaliar se o uso de uma nova fitase de Buttiauxella sp. pode substituir todo o fosfato inorgânico numa dieta oferecida aos suínos comerciais mantendo os parâmetros de crescimento e qualidade da carcaça.

5ª feira 4 Outubro 2018 (há 2 meses 14 dias)
1 gosto

As fitases são usadas na nutrição animal para melhorar o uso de P na dieta e reduzir a excreção de P, o que permite economizar no custo de formular dietas e reduzir o impacto ambiental. Foi observado que as fitases de Buttiauxella sp. são mais eficazes em melhorar a digestão total de P e em fornecer uma libertação bem sucedida deste em doses superiores a 500 FTU / kg.

O objectivo do presente estudo foi avaliar se o uso de uma nova fitase de Buttiauxella sp. pode substituir todo o fosfato inorgânico adicionado a uma dieta com Ca e reduzida energia metabolizável (EM) oferecida aos suínos comerciais a partir de 12 kg de peso vivo (PV) e até o abate, mantendo os parâmetros de crescimento e qualidade da carcaça.

Um total de 1116 leitões cruzados foram distribuídos por cada um dos seguintes 4 tratamentos dietéticos: controlo positivo (CP) com farinha de milho, de soja, de farinha zootécnica de trigo e de produtos de padaria; controlo negativo (CN) excluíndo o fosfato inorgânico e com Ca reduzido (-0,13%) e EM (-0,15 MJ / kg); e duas dietas CN complementadas com fitase de Buttiauxella a níveis de 500 ou 1000 FTU/kg de ração. As dietas foram oferecidas como ad libitum em 5 fases: starter (12 a 25 kg PC), crescimento 1 (25 a 50 kg PC), crescimento 2 (50 a 75 kg PC), engorda 1 (75 a 100 kg PC) e 2 (100 kg PC para abate).

Desde a fase starter e até ao final da fase de engorda, os porcos alimentados com as dietas suplementadas com fitase a um nível de 1000 FTU/kg conseguiram níveis de GMD, IMD e G:I semelhantes aos obtidos pelos porcos do tratamento PC e uma IMD e GMD melhores em comparação com os alimentados com 500 FTU/kg fitase. Durante todo o periodo de crescimento e até ao abate não foram observadas diferenças significativas entre os níveis de inclusão de fitase e o grupo PC, ainda que os porcos que receberam fitase a 1000 FTU/kg tenderam a ter maior rendimento em comparação com os 500 FTU/kg. Os porcos alimentados com a dieta NC tiveram uma IMD, GMD e G:I menores em comparação com os animais da dieta PC. Não foram observadas diferenças para o peso corporal no abate, peso da carcaça e percentagem de tecido magro das carcaças entre a dieta PC e os dois tratamentos com fitase.

O uso de fitase de Buttiauxella pode substituir todo o P inorgânico e substituir 0,13% de Ca e 0,15 MJ / kg EM na dieta, enquanto é mantido o crescimento e as características da carcaça em porcos comerciais reduzindo, por sua vez, o custo da alimentação.

Dersjant-Li, Y., Plumstead, .P, Awati, A. and J. Remus. 2018. Productive performance of commercial growing and finishing pigs supplemented with a Buttiauxella phytase as a total replacement of inorganic phosphate. Animal Nutrition. In press (xx) 1-7. Open acces. https://doi.org/10.1016/j.aninu.2018.02.002

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags