Leia este artigo em:

Uso de folhas de amoreira na dieta de porcos em fase engorda-crescimento

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação dietética de folhas de amoreira em pó (MLP) sobre o rendimento de crescimento, características de carcaça e capacidade antioxidante em suínos em fase engorda - crescimento.

5ª feira 28 Março 2019 (há 1 meses 22 dias)
gosto

As folhas da amoreira (Morus alba L.) são compostas por um alto teor de substâncias bioactivas, incluindo flavonóides, que têm sido relacionadas a funções biológicas benéficas, como melhor capacidade antioxidante e maior metabolismo de lipídos e glicose. Foi colocada a hipótese que folhas de amoreira poderiam melhorar a qualidade da carne de porcos de engorda, influenciando as características das fibras musculares e melhorando a capacidade antioxidante.

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação dietética de folhas de amoreira em pó (MLP) sobre o rendimento do crescimento, características de carcaça e capacidade antioxidante em suínos em fase engorda - crescimento.

Para este propósito, um total de 40 porcos Duroc × Landrace × Yorkshire com um peso corporal inicial de 40,5 ± 0,63 kg foram distribuídos aleatoriamente por dois tratamentos: grupo controlo alimentado com dieta basal e grupo alimentado com 15% de MLP à custa de farelo de trigo (dieta experimental). Foi oferecida água fresca e ração ad libitum durante todo o período experimental de 85 dias. Foi registado o consumo de alimentos diariamente e recolhidas amostras de sangue no final da experiência bem como verificada a qualidade da carne.

O uso de MLP na dieta resultou numa diminuição no ganho médio diário (GMD) e num aumento na taxa de conversão ao longo do período experimental. A dieta MLP também resultou numa diminuição do peso de carcaça, rendimento de carcaça e espessura média de gordura dorsal e ao nível da última costela. No entanto, a dieta MLP aumentou o teor de gordura intramuscular (GRIN), diminuiu a força de corte e as perdas por cocção e gotejamento. Além disso, a dieta MLP aumentou a capacidade antioxidante total, a glutationa peroxidase e tendeu a aumentar a superóxido dismutase total no soro. No longissimus thoracis, os níveis de mRNA de miosina de cadeia pesada I e IIa (MyHC) aumentaram para a dieta MLP.

Em conclusão, a suplementação de dietas para suínos engordados com 15% de MLP reduziu o desempenho de crescimento e as características de carcaça, mas melhorou a qualidade da carne, possivelmente alterando as características das miofibras, o aumento da capacidade antioxidante ou o aumento da gordura intramuscular.

Zhu, Z. E. N. G., Jiang, J. J., Jie, Y. U., Mao, X. B., Bing, Y. U., Chen, D. W. (2019). Effect of dietary supplementation with mulberry (Morus alba L.) leaves on the growth performance, meat quality and antioxidative capacity of finishing pigs. Journal of integrative agriculture, 18(1), 143-151. https://doi.org/10.1016/S2095-3119(18)62072-6

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags