Leia este artigo em:

Qualidade da carne em porcos alimentados com diferentes rácios amilose/amilopectina

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da alteração da relação actual de amilose / amilopectina (DAR) sobre a qualidade da carne de porcos em crescimento.

5ª feira 7 Março 2019 (há 2 meses 17 dias)
gosto

O amido é um hidrato de carbono complexo composto por amilose e amilopectina. É também o principal hidrato de carbono digestível presente na maioria das dietas de suínos. Em estudos anteriores, observou-se que uma alta proporção de amilose / amilopectina na dieta melhorou o rendimento do crescimento, as características de carcaça e a qualidade da carne.

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da alteração da relação actual de amilose / amilopectina (DAR) sobre a qualidade da carne de porcos em crescimento. Para este propósito, um total de 48 porcos machos castrados Duroc×Landrace×Large White (peso corporal inicial 49,8 ± 2,8 kg) foram aleatoriamente colocados num de dois tratamentos: uma dieta baixa em DAR (LR, amilose/amilopectina: 12/88) ou uma dieta alta em DAR (HR, amilose/amilopectina: 30/70). Os animais foram alimentados ad libitum durante 68 dias. Registou-se diariamente o consumo de alimento, enquanto que o peso corporal foi medido nos dias de tratamento 46 e 68 para calcular o ganho médio diário (GMD), o consumo médio diário (CMD) e o índice de conversão. Foram recolhidas amostras de sangue aos - 30 min (em jejum de 12 h), 60, 90, 120, 180 min pós-prandial no dia 64 de tratamento. Após a extracção de sangue, os animais foram abatidos e foram recolhidas amostras dos músculos longissimus dorsi, iliopsoas e semitendinosus que foram analisados para densidade, diâmetro e tipos de fibras musculares.

De acordo com os resultados, o DAR não afectou o GMD, IMD, índice de conversão, área transversal do longissimus dorsi, espessura da gordura dorsal e cor. No entanto, a ingestão de uma dieta LR aumentou as concentrações de glicose e insulina em jejum no soro. A perda por gotejamento e firmeza diminuíram significativamente em porcos alimentados com LR em comparação com outros alimentados com a dieta HR. As densidades das fibras musculares no longissimus dorsi, iliopsoas e semitendinosus foram maiores nos porcos LR. Além disso, o consumo da dieta LR aumentou significativamente o nível de mRNA de cadeia pesada IIa da miosina (MyHC) enquanto que diminuiu a expressão do gene MyHC IIb no músculo longissimus dorsi.

Em conclusão, os resultados mostraram uma melhor qualidade da carne (menor perda por gotejamento e menor firmeza) induzida pelo consumo de uma dieta baixa na proporção de amilose/amilopectina, que poderia ser atribuída a uma mudança nas características da fibra muscular, como miofibras mais pequenas e uma mudança para fibras mais lentas e/ou mais oxidativas.

Yang, C., He, J., Yu, B., Chen, D., Mao, X., Yu, J., & Yin, Y. Long‐term ingestion of low amylose/amylopectin ratio diet affects aspects of meat quality by changing muscle fibre characteristics in growing‐finishing pigs. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition (2018). https://doi.org/10.1111/jpn.12967

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags