Leia este artigo em:

Mudanças na microbiota nasal suína com administração de diferentes antibióticos

O objectivo deste estudo foi caracterizar o impacto a curto prazo da administração de diferentes antibióticos parenterais na composição e diversidade das comunidades microbianas nasais em porcos em crescimento.

3ª feira 6 Novembro 2018 (há 8 dias)
gosto

A administração contínua de antibióticos em produção suína tem sido amplamente criticada com o aumento das bactérias resistentes aos antimicrobianos e a disbiose das comunidades microbianas benéficas. Ainda que um número cada vez maior de estudos tenha investigado os efeitos da administração de antibióticos na biodiversidade da microbiota gastrointestinal suína, o impacto do seu uso na composição e diversidade das comunidades microbianas nasais não foi tão amplamente estudado.

O objectivo deste estudo foi caracterizar o impacto a curto prazo da administração de diferentes antibióticos parenterais na composição e diversidade das comunidades microbianas nasais em porcos em crescimento. A cinco grupos de tratamento antimicrobiano, cada um dos quais consistia em quatro leitões de oito semanas de vida, foi administrado um dos seguintes antibióticos: ceftiofur ácido livre cristalino (CCFA), ceftiofur hidrocloreto (CHC), tulatromicina (TUL), oxotetraciclina (OTC) e penicilina G procaína (PPG) nas doses e vias de administração da bula. Foram recolhidas zaragatoas nasais profundas individuais imediatamente antes da administração dos antimicrobianos (controlo = dia 0) e depois nos dias 1, 3, 7 e 14 após a administração.

A microbiota nasal em todas as amostras foi dominada por Firmicutes, Proteobactérias e Bacteroidetes. Enquanto que os géneros bacterianos predominantes foram Moraxella, Clostridium e Streptococcus. A análise discriminante linear mostrou uma alteração microbiana profunda dependente de antimicrobianos na composição da microbiota nasal e no tempo desde o dia 0. Ao dia 14, as composições microbianas nasais dos grupos que receberam CCFA e OTC tinham tomado uma distribuição que se parecia muito à observada no dia 0. Por outro lado, os porcos que receberam CHC, TUL e ​​PPG pareciam desviar-se da composição do dia 0 no dia 14.

Com base nos resultados deste estudo, parece que o impacto dos antibióticos parenterais na microbiota nasal do porco é variável e tem um impacto considerável na modulação da estrutura da microbiota nasal. Estes resultados ajudarão no desenvolvimento de estratégias alternativas aos antibióticos para melhorar a saúde dos porcos e, em consequência, a produção.

Zeineldin M, Aldridge B, Blair B, Kancer K, Lowe J; Microbial shifts in the swine nasal microbiota in response to parenteral antimicrobial administration; Microb Pathog. 2018 May 24. pii: S0882-4010(18)30317-6. doi: 10.1016/j.micpath.2018.05.028.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags