Leia este artigo em:

Acção da melatonina sobre o ovário suíno

O presente estudo foi realizado para examinar os efeitos da melatonina, utilizada em concentrações fisiológicas, em células de granulosa suína cultivadas, procedentes de folículos

3ª feira 19 Novembro 2019 (há 26 dias)
gosto

A melatonina exerce efeitos reprodutivos bem conhecidos, actuando principalmente na libertação da hormona libertadora de gonadotropina hipotalâmica. Os dados mais recentes sugerem que a melatonina actua directamente ao nível ovárico, embora esse aspecto tenha sido apenas parcialmente investigado. O líquido folicular suíno contém melatonina e sua concentração é significativamente reduzida durante o crescimento folicular.

Portanto, o presente estudo foi realizado para examinar os efeitos da melatonina, utilizada em concentrações fisiológicas, em células de granulosa suína cultivadas, procedentes de folículos pequenos (<3 mm) e grandes (> 5 mm) nos principais parâmetros da função das células da granulosa, como proliferação e esteroidogenese, ou seja, produção de estradiol 17β e progesterona (P4). Além disso, também foram investigados os efeitos da melatonina na geração de anion superóxido e óxido nítrico (NO) por células da granulosa suína. Finalmente, como a angiogenese é crucial para o crescimento folicular, foram estudados os efeitos da melatonina no crescimento de novos vasos.

Os dados recolhidos indicam que a melatonina interfere na proliferação de células da granulosa cultivadas e na esteroidogenese, especificamente em termos de produção de P4 e produção de NO. Além disso, houve estimulação dos eventos da angiogenese folicular fisiológica pela melatonina, como demonstrado pelo bioensaio da angiogenese.

Portanto, sugere-se que concentrações fisiológicas de melatonina possam estar potencialmente envolvidas na modulação local da função do folículo ovárico suíno.

Giuseppina Basini, Simona Bussolati, Roberta Ciccimarra and Francesca Grasselli. Melatonin potentially acts directly on swine ovary by modulating granulosa cell function and angiogenesis. Reproduction, Fertility and Development 29(12) 2305-2312 https://doi.org/10.1071/RD16513

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags